Nociclin, quais efeitos deste anticoncepcional?

Nociclin, quais efeitos deste anticoncepcional? Tem algum perido para saúde tomar o Nociclin junto de outro medicamento? Será que o Nociclin engorda? Neste post falaremos um pouco sobre os efeitos colaterais deste anticoncepcional fabricado pela EMS, mesma fabricante do Desogestrel, Niki, Dalyne e outros. Se ele reage ou interage com outro remédio, se tem perigo de trombose e se tem alguma restrição de uso.

Nociclin, quais os efeitos?

O Nociclin é composto por 0,15 mg levonorgestrel + 0,03 mg etinilestradiol, é um anticoncepcional combinado. Mesma composição do Ciclo 21 fabricado pela União Química.

Esses são os efeitos colaterais mais comuns:

  • dor de cabeça
  • enxaqueca
  • vaginite
  • alterações de humor (depressão)
  • alterações de libido
  • nervosismo
  • tontura
  • náuseas
  • vômitos
  • dor abdominal
  • acne
  • dor das mamas
  • aumento da sensibilidade das mamas
  • saída de secreção das mamas
  • cólica menstrual
  • alteração do fluxo menstrual
  • falta da menstruação
  • retenção hídrica/edema
  • alterações de peso (ganho ou perda)
Nociclin, quais efeitos deste anticoncepcional?
Nociclin, quais efeitos deste anticoncepcional?

Entre as reações incomuns (0,1% e 1% das pacientes) ou raras (0,01% e 0,1% das pacientes) temos alteração de apetite, cólica abdominal, erupções cutâneas, manchas escuras na pele do rosto, aumento dos pelos, perda de cabelo, aumento da pressão, alteração nos níveis de lipídios, urticária, angioedema, intolerância à glicose, intolerância à lentes de contatos, reações com sintomas respiratórios, entre outras.

Nociclin engorda?

Muitas pessoas acreditam que os anticoncepconais fazem engordar. Mas um review de 44 estudos sugere que a pílula até faz a mulher engordar um ou dois quilos pela retenção de líquido no corpo, mas esses quilos costumam desaparecer depois de uns três meses. Ganhos de quilos acima desses valores, não são devido ao contraceptivo, mas sim devido ao aumento de consumo de calorias no dia a dia.

Tem risco de trombose nos efeitos do Nociclin?

O risco de trombose existe em qualquer medicamento contraceptivo, e não poderia deixar de existir para o Nociclin. É importante destacar que o risco é menor do que para os contraceptivos combinados que contêm acetato de ciproterona e etinilestradiol, ou desogestrel e gestodeno, ou drospirenona e etinilestradiol.

A trombose está especifficada como um efeito colateral muito raro, junto de câncer no fígado, exacerbação do lupus, da porfiria e da coreia, da colite isquêmica, doença biliar e outras.

Por isso o medicamento não é recomendado para mulheres que tenham histórico anterior ou atual de distúrbios tromboembólicos e trombóticos arteriais e venosos. Nem para mulheres fumantes, que sofrem de enxaqueca, que estão com pressão descontrolada, problemas de coração, diabetes ou câncer.

Quando não se deve usar estes contraceptivos combinados?

Este medicamento não deve ser usado por:

  • Grávidas ou suspeita de gravidez;
  • Idosas;
  • Crianças;
  • Homens;
  • Diabéticos (pode aumentar triglicerídes);
  • Mulheres com pressão alta;
  • Mulheres com problema de coração;
  • Mulheres fumantes acima dos 35 anos;
  • Mulheres com enxaqueca severa (principalmente se tiver mais que 35 anos);
  • Mulheres com histórico de trombose venosa profunda ou tromboembolismo;
  • Mulheres com histórico de derrame cerebral;
  • Mulheres com histórico de câncer de mama ou outra neoplasia estrôgeno-dependente;
  • Mulheres com doença hepática ativa;
  • Mulheres com sangramento vaginal sem causa determinada;
  • Mulheres com história de pancreatite associada à hipertrigliceridemia severa.

Remédios que podem interagir com estes contraceptivos

O que pode acontecer é alguns remédios aumentarem ou diminuirem a concentração de etinilestradiol no anticoncepcional, reduzindo ou potencializando a eficácia do contraceptivo.

Os medicamentos que podem diminuir a eficácia do etinilestradiol são:

  • qualquer remédio que diminua o tempo do trânsito gastrointestinal;
  • remédios para epilepsia como primidona, fenitoína, barbitúricos, carbamazepina, oxcarbazepina, topiramato, felbamato;
  • medicamentos para tuberculose como a rifampicina;
  • medicamentos para infecções fúngicas como griseofulvina, antifúngicos azólicos, por exemplo, itraconazol e outros;
  • medicamentos utilizados em anestesias;
  • remédios para tratamento de distúrbios do sono como a modafilina;
  • medicamentos com Erva de São João.

Os medicamentos que podem aumentar a concentração de etinilestradiol:

  • Atorvastatina (para colesterol);
  • Vitamina C, paracetamol e outros inibidores competitivos de sulfatações na parede gastrintestinal;
  • Fluconazol, indinavir e outras substâncias que inibem enzimas do fígado.

O Nociclin não deve ser utilizado junto de certos medicamentos antivirais contra o vírus da hepatite C (HCV), como ombitasvir, paritaprevir, ritonavir e dasabuvir. Pois pode aumentar o risco de lesão hepática.

Sempre verifique a bula de qualquer remédio se estiver fazendo uso do Nociclin. Converse com seu médico caso queira tomar algum medicamento específico. Não utilize por conta própria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.