Forxiga, para que serve?

Forxiga, para que serve? Seu uso indiscriminado tem perigos para saúde? Apresenta algum efeito colateral grave, que precise de cuidados? Pode ser usado para perder peso? Neste post falaremos um pouco sobre o medicamento composto por dapagliflozina, indicado para tratamento de pacientes com diabetes mellitus tipo 2. No Brasil é vendido pela AstraZeneca, mesmos fabricantes do Succinato de Metropolol, Esomeprazol, Novaldex-D, Atacand e outros.

Para que serve Forxiga?

O Forxiga pode conter 5 mg ou 10 mg de dapagliflozina. Indicado para o controle dos níveis de açúcar no sangue em pacientes com diabetes tipo 2, para tratamento de insuficiência cardíaca e doença renal crônica. Devendo ser utilizado em conjunto à dieta e aos exercícios físicos. Ele é um anti-hiperglicemiante oral, possuindo a mesma função do Jardiance e outros medicamentos com dapagliflozina, canagliflozina e empagliflozina.

Ele age bloqueando a proteína responsável pela reabsorção da glicose no rim, fazendo a pessoa eliminar o excesso de glicose na urina. Ao invés de ir para o sangue, a glicose é eliminada, ajudando a controlar os níveis de açúcar no sangue.

Forxiga, para que serve?
Para que serve Forxiga?

Apesar de ser usado para controlar glicose, este medicamento não é recomendado para pacientes com diabetes tipo 1.

Forxiga emagrece?

O Forxiga pode causar uma leve perda de peso, apesar de não ser um medicamento para perder peso. Pessoas que tomaram o medicamento, perderam 2,72 Kg ao longo de três meses de uso. A mesma perda de peso foi observada para as pessoas que tomaram o Forxiga com metformina. Esse pode ser um efeito colateral benéfico do remédio.

Mesmo assim, o Forxiga não é aprovado para emagrecimento. Caso esse seja seu intuito, converse com médico para saber o melhor tratamento.

Tem perigo para saúde?

O Forxiga não costuma apresentar efeitos colaterais muito graves. Os efeitos colaterais mais frequentes (que ocorreram entre 1 e 10% dos pacientes) foram cistite, pielonefrite, infecção do trato urinário, candidíase vulvovaginal, vaginose bacteriana, candidíase genital, infecção geniturinária, prostatite, uretrite, infecção vaginal, vulvite e vulvovaginite.

Esses efeitos mais frequentes são relacionados à infecções fúngicas, pois as leveduras que ocorrem naturalmente nos genitais se alimentam de açúcar. O Forxiga aumenta a liberação de açúcar na urina, aumentando o alimento dessas leveduras, podendo fazer elas se multiplicarem levando à infecção.

Alguns efeitos que ocorreram mas costumam desaparecer com o uso do medicamento foram: dor muscular, dor de garganta, nariz entupido ou escorrendo, dor na coluna, dificuldade para liberar fezes e dor nos braços e pernas.

Outros efeitos mais comuns, que precisam de atenção médica são:

  • ansiedade
  • dor na bexiga
  • urina com sangue ou turva (pode indicar infecção na bexiga)
  • visão embaçada
  • calafrios
  • confusão
  • pele fria e pálida
  • diminuição da frequência de urina ou cor ardência, dolorosa (pode indicar infecção na bexiga)
  • depressão
  • tontura
  • batimento cardíaco rápido
  • dor de cabeça
  • aumento de fome ou sede
  • coceira nos genitais
  • perda de consciência
  • dor lombar ou lateral
  • náusea
  • pesadelos
  • convulsões
  • tremor
  • fala arrastada
  • inchaço no rosto, dedos ou pernas
  • corrimento vaginal espesso e branco com ou sem odor
  • problemas para respirar
  • cansaço
  • vômito
  • ganho de peso

É importante alertar que em cinco anos da aprovação do Forxiga, foram reportados 12 casos de gangrena de Fournier ou fasciíte necrosante do períneo. Uma infecção causada por uma bactéria que entra no corpo por meio de aberturas na pele. A frequência deste efeito colateral grave é desconhecida. Deve-se ficar alerta quanto à sensibilidade, vermelhidão ou inchaço na área genital, além de febre (acima de 38ºC) e mal-estar.

Sempre converse com seu médico caso esteja se sentindo estranho após o início do uso deste remédio. O profissional irá analisar se vale a pena continuar o uso, ou não. Nunca tome medicamentos por conta própria!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.