Stezza, quais os efeitos deste anticoncepcional?

Stezza quais os efeitos deste anticoncepcional? Fazer uso do Stezza com outro medicamento tem algum perigo para saúde? Ele engorda? Neste post falaremos um pouco sobre os efeitos colaterais deste contraceptivo oral combinado importado pela Farma Vision, que também importa do Cloridrato de Gencitabina, Estreva, Systen os outros. Se ele interage com outros medicamentos, se há perigo de trombose e se tem restrições quanto ao uso.

Stezza quais os efeitos?

O Stezza contém 2,5mg acetato de nomegestrol + 1,5mg estradiol em sua composição. Mesma composição do Iziz fabricado pela Libbs e do Zoely fabricado pela Teva.

Os efeitos colaterais mais comuns reportados para o Stezza são:

  • acne
  • alteração do ciclo menstrual
  • diminuição desejo sexual
  • depressão
  • alterações de humor
  • dor de cabeça ou enxaqueca
  • sensação de enjoo
  • menstruações intensas
  • dor/desconforto/sensibilidade nas mamas
  • dor pélvica
  • desconforto pélvico
  • ganho de peso
  • aumento do apetite (menos comuns)
  • edema (menos comuns)
  • ondas de calor (menos comuns)
  • abdome inchado (menos comuns)
  • excesso de gás no estômago ou no intestino (menos comuns)
  • aumento de transpiração (menos comuns)
  • sudorese noturna (menos comuns)
  • perda de cabelo (menos comuns)
  • coceira (menos comuns)
  • pele seca (menos comuns)
  • pele oleosa (menos comuns)
  • sensação de peso nos membros (menos comuns)
  • menstruações regulares mas escassas (menos comuns)
  • menstruação irregular (menos comuns)
  • aumento da mama (menos comuns)
  • nódulo na mama (menos comuns)
  • produção de leite embora não esteja grávida (menos comuns)
  • síndrome pré-menstrual (menos comuns)
  • dor durante a relação sexual (menos comuns)
  • secura na vagina (menos comuns)
  • espasmo do útero (menos comuns)
  • irritabilidade (menos comuns)
  • aumento de enzimas hepáticas

Foram reportados alguns efeitos raros, que afetaram de 1 a 10 mulheres em cada 10 mil. Entre eles estão diminuição de apetite, aumento do desejo sexual, distúrbio de atenção, olho seco, boca seca, odor vaginal e fome. E algumas usuárias relataram eventos de coágulo sanguíneo na veia e coágulo sanguíneo na artéria, mas eles não conseguiram estimar a frequência de casos com os dados disponíveis.

Stezza, quais os efeitos deste anticoncepcional?
Stezza, quais os efeitos deste anticoncepcional?

Se apresentar algum desses efeitos ou algum outro não reportado aqui, converse com seu médico para saber se vale a pena continuar tomando ou se deve trocar por outro tipo de contraceptivo.

Stezza engorda?

De acordo com a bula do Stezza, o ganho de peso é um efeito colateral comum do medicamento, ou seja, uma a dez mulheres em cada 100, reportaram ganho de peso. Estudos mostraram que o ganho de peso em um ano foi significantemente maior do que nas mulheres que fizeram uso do contraceptivo combinado drospirenona + etinilestradiol (Yaz, Niki, Diva e outros).

Portanto converse com seu médico caso pretenda fazer uso deste anticoncepcional, para saber se ele recomenda o uso ou não.

Stezza tem risco de trombose nos efeitos?

Qualquer pílula combinada aumenta o risco da mulher desenvolver coágulos em comparação com mulheres que não fazem uso de pílulas, sendo que o risco é maior no primeiro ano de uso. Por ser um medicamento novo, ainda não se sabe como o Stezza influencia o risco de desenvolver coágulo sanguíneo em comparação com outras pílulas anticoncepcionais.

Por isso não é recomendado seu uso por mulheres fumantes, que tenham diabetes, excesso de peso, pressão alta, inflamação nas veias, enxaqueca, epilepsia, ou qualquer outro problema que pode aumentar o risco de ocorrer eventos troboembólicos.

Quando não usar este contraceptivo combinado?

Este medicamento não é recomendado para mulheres com:

  • alergia ao estragiol ou acetato de nomegestro ou a outro ingrediente da pílula;
  • histórico de coágulo em uma veia da perna (trombose), do pulmão (embolia pulmonar) ou outras partes do corpo;
  • histórico de ataque cardíaco ou derrame cerebral;
  • presença de risco de formação de coágulos arteriais ou venosos;
  • histórico de doenças que podem indicar ataque cardíaco ou derrame;
  • histórico de enxaqueca com sintomas neurológicos focais;
  • diabetes mellitus com compromentimento de vasos sanguíneos;
  • pressão muito elevada;
  • distúrbio que afete coagulação do sangue;
  • pancreatite com alta concentração de gordura no sangue;
  • histórico de doença no fígado;
  • histórico de câncer que pode se desenvolver sob influência de hormônios sexuais;
  • tumor no fígado.

Além disso este contraceptivo não deve ser usado em caso de gravidez ou suspeita de gravidez.

Remédios que podem interagir com Stezza

Alguns medicamentos podem reduzir a eficácia do Stezza na prevenção de gravidez ou podem causar sangramentos inesperados, como:

  • medicamentos para epilepsia como primidona, fenitoína, barbitúricos, carbamazepina, oxcarbazepina, topiramato;
  • remédios para tuberculose como o rifampicina;
  • medicamentos para AIDS e Hepatite C;
  • remédios para infecções fúngicas como griseofulvina e antifúngicos azólicos;
  • remédios para pressão sanguínea alta nos vasos dos pulmões;
  • medicamentos que contenham Erva de São João.

Medicamentos antifúngicos, como o cetoconazol, podem aumentar as concetrações das substâncias ativas de Stezza. Além disso deve-se ter cuidado pois o próprio Stezza pode interferir na eficácia de outros medicamentos, como a ciclosporina e o antiepiléptico lamotrigina.

Não esqueça de informar ao médico e laboratório caso precise realizar algum exame de sangue ou urina, pois o Stezza pode alterar os resultados.

Portanto sempre verifique a bula de algum medicamento que for começar a tomar, para ter certeza que não irá influenciar na eficácia do seu anticoncepcional. Qualquer problema, converse com médico que ele poderá verificar um medicamento novo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.