Plenance para que serve? Ele emagrece?

Para que serve o Plenance? Tem perigos para saúde, algum efeito colateral que precise de cuidados? Será que pode ser usado para perder peso, emagrecer? Neste post falaremos um pouco sobre o medicamento composto por rosuvastatina cálcica, indicado para tratamento de nível elevado de colesterol no sangue. No Brasil é vendido pelo laboratório Libbs Farmacêutica, mesma fabricante de medicamentos como Iumi, Elani Ciclo, Naprix, Sumax e outros.

Para que serve o Plenance?

O Plenance pode conter 5 mg de rosuvastatina cálcica, 10 mg de rosuvastatina cálcica ou 20 mg de rosuvastatina cálcica, dependendo do comprimido utilizado. É indicado para o tratamento de pessoas que estejam com níveis de colesterol alto. Serve tanto para a redução dos nívels de LDL-colesterol, colesterol total e triglicérides elevados, quanto para o retardamento ou redução da progressão da aterosclerose.

A rosuvastatina age inibindo a enzima HMG-CoA redutase, que é resposável pela fabricação do colesterol pelo organismo.

Plenance para que serve? Ele emagrece?
Para que serve o Plenance?

Plenance pode ser usado para emagrecer?

A rosuvastatina cálcica, princípio ativo do Plenance, somente reduz os níveis de colesterol e triglicerídos no sangue. Ele não é indicado para o emagrecimento e nem foi feito com este intuito. Portanto não, o Plenance não deve ser utilizado para perda de peso.

Tem algum perigo para saúde?

Os efeitos colaterais mais comuns, que ocorreram entre 1 e 10% dos pacientes, foram dor de cabeça, dor muscular, sensação geral de fraqueza, prisão de ventre, vertigem, náusea e dor abdominal. Outras reações menos comuns, que ocorreram entre 0,1 e 1% dos pacientes, foram coceira no corpo, erupção na pele e reações alérgicas na pele.

Também ocorreram reações raras ou muito raras:

  • mipatia
  • reações alérgicas
  • rabdomiólise
  • pancreatite
  • aumento das enzimas do fígado no sangue
  • dor nas articulações
  • icterícia
  • hepatite
  • perda de memória

E ainda reações que eles não puderam relacionar diretamente ao uso do medicamento, devido à baixa incidência. Entre elas estão redução do número de plaquetas no sangue, depressão, distúrbios do sono, degeneração muscular, ginecomastia e neuropatia periférica.

É muito importante conversar com seu médico caso apresente qualquer um dos efeitos colaterais acima, ou até algum outro efeito que não esteja relatado aqui. O médico irá analisar se vale a pena ou não continuar com o medicamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.