Exercício físico pode compensar problemas da falta de sono

Será que exercício físico pode compensar problemas da falta de sono? Muitas pessoas não sabem, mas a falta de sono pode levar à problemas graves de saúde. No início a pessoa fica apenas cansada e irritada. Após várias noites mal dormidas, começa a ocorrer confusão mental, problemas para concentrar e depressão. A privação de sono a longo prazo pode causar hipertensão, diabetes, ataque cardíaco e derrame. Será que a atividade física pode contrabalancear esses efeitos negativos graves?

Exercício físico pode compensar problemas da falta de sono ou não?

De acordo com pesquisa recente publicada no British Journal of Sports Medicine feita com quase 400 mil adultos de meia idade por um período de 11 anos, aqueles que dormiam mal e não praticavam atividade física, tinham risco 57% maior de mortalidade por todas as causas, um risco 67% de morte por doença cardiovascular, 45% maior de morte por qualquer tipo de câncer e um risco 91% maior de morte por câncer de pulmão. Quando comparados com os adultos que dormiam bem e praticavam mais atividade física (atividade de moderada a vigorosa).

O exercício físico e o sono afetam independentemente os resultados da saúde. Ambos são essenciais para uma boa saúde, mas algumas pessoas não obtêm os níveis necessários de nenhum dos dois, o que acaba comprometendo a qualidade de vida. Como ainda não haviam analisado o efeito combinado do exercício físico com o sono, os pesquisadores resolveram fazer este estudo, que começou em 2006.

Após análise criteriosa, eles concluíram que participantes mais jovens, mulheres, mais magros, que enfrentavam menos privação socioeconômica, consumiam mais vegetais e frutas, sentavam menos, não tinham problemas de saúde mental, nunca fumaram, estavam empregados (emprego fixo), bebiam menos bebida alcoólica e faziam mais atividade física, tendiam a ter índice de qualidade de sono mais saudáveis.

Exercício físico pode compensar problemas da falta de sono ou não?
Exercício físico pode compensar problemas da falta de sono ou não?

Além disso, a inatividade física amplificou os riscos da falta de sono para a saúde de uma maneira que o risco combinado de mortalidade por inatividade física e falta de sono, foi maior do que a soma dos riscos independentes (apenas falta de sono mais apenas não fazer exercício físico).

Eles concluíram que o exercício físico pode ser recomendado em um plano de tratamento de distúrbios do sono. Além de ajudar o paciente a desfrutar dos benefícios de um estilo de vida ativo, irá melhorar seus padrões de sono e ainda mitigar alguns riscos à saúde que aparecem com a privação do sono.

Lembrando que a Organização Mundial da Saúde recomenda 150 minutos de atividade física moderada ou 75 minutos de atividade vigorosa por semana, para uma vida saudável. Sendo que para obter o máximo de benefícios, o ideal são 300 minutos de atividade moderada ou 150 minutos de vigorosa por semana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.