Gestinol, quais os efeitos deste anticoncepcional?

Gestinol, quais os efeitos deste anticoncepcional? Tem algum perigo para saúde tomar o Gestinol junto com outro medicamento? Neste post explicaremos sobre os efeitos colaterais deste anticoncepcional fabricado pela Libbs Farmacêutica Ltda, mesmo fabricante do Nactali.

Gestinol, quais os efeitos?

O gestinol é composto por 75 mcg de gestodeno e 30 mcg de etinilestradiol, um contraceptivo oral combinado de uso contínuo, indicado para prevenir a gravidez.

Esses são os efeitos colaterais mais comuns do Gestinol:

  • cefaleia
  • sangramento de escape
  • vaginite (incluindo candidíase)
  • alterações de humor (incluindo depressão)
  • alterações de libido
  • nervosismo
  • tontura
  • náuseas
  • vômitos
  • dor abdominal
  • acne
  • mastalgia
  • aumento do volume mamário
  • secreção das mamas
  • dismenorreia (cólica menstrual)
  • alteração da secreção e ectrópio cervical
  • inchaço
  • alterações de peso

Se ocorrer reação alérgica como urticária, dificuldade para respirar, inchaço do rosto, lábios, língua ou garganta, fale imediatamente com seu médico. Inclusive se estiver sentindo algo que não sentia antes de iniciar o medicamento, às vezes você pode desenvolver algum problema ainda não relatado na bula.

Gestinol, quais os efeitos deste anticoncepcional

Tem risco de trombose nos efeitos do Gestinol?

O uso de qualquer contraceptivo oral combinado está associado ao aumento do risco de eventos tromboembólicos e trombóticos venosos e arteriais, por isso é muito importante ter cuidado e só tomar com acompanhamento médico. De acordo com a Anvisa,  mulheres que usam anticoncepcionais contendo drospirenona, gestodeno ou desogestrel (caso das pílulas) têm um risco de 4 a 6 vezes maior de desenvolver tromboembolismo venoso, em um ano, do que as mulheres que não usam contraceptivos hormonais.

O Gestinol não é recomendado para mulheres que tenham história anterior ou atual de trombose venosa profunda, história anterior ou atual de tromboembolismo, doença vascular cerebral (derrame) ou coronariana arterial (infarto do coração), valvulopatias trombogênicas,  distúrbios trombogênicos, trobofilias hereditárias ou adquiridas.

Quando não usar este medicamento?

O Gestinol não deve ser usado por mulheres que apresente uma das condições abaixo:

  • história anterior ou atual de trombose venosa profunda;
  • história anterior ou atual de tromboembolismo, doença vascular cerebral ou coronariana arterial;
  • valvulopatias trombogênicas;
  • distúrbios trombogênicos;
  • trombofilias;
  • cefaleia com sintomas neurológicos focais;
  • diabetes com envolvimento vascular;
  • hipertenção;
  • carcinoma da mama;
  • adenomas ou carcinomas hepáticos;
  • doença hepática ativa;
  • sangramento vaginal sem causa determinada;
  • história anterior ou atual de pancreatite associada a hipertrigliceridemia severa.

Não utilize se estiver amamentando.

Remédios que podem reagir com Gestinol

Alguns medicamentos pode reduzir a eficácia do Gestinol, pois podem interagir com o etinilestradiol diminuindo ou aumentando sua concentração no sangue. Quando a concentração é baixa podem ocorrer sangramentos inesperados.

Essas são as substâncias que podem diminuir a concentração do etinilestradiol no sangue:

  • substância que reduza o tempo do trânsito gastrintestinal;
  • medicamentos como rifampicina, rifabutina, barbitúricos, fenibutazona, fenitoína, dexametasona, grisefulvina, topiramato, modafinila;
  • Erva de São João e ritonavir;
  • antibióticos como ampicilina e outras penicilinas.

Essas são algumas das substâncias que podem aumentar a concentração de etinilestradiol no sangue:

  • atorvastatina;
  • ácido ascórbico e o paracetamol;
  • indinavir, fluconazo e troleandomicina;
  • troleandomicina;

O próprio etinilestradiol pode interferir no metabolismo de outras drogas podendo aumentar as concentrações plasmáticas e teciduais, como no caso da ciclosporina, teofilina e corticosteroides, ou diminuir, como no caso da lamotrigina.

Sempre verifique a bula de qualquer remédio se estiver fazendo uso do Gestinol. Ele também pode interferir em exames laboratoriais, portanto alerte seu médico e ao laboratório, caso seja necessário realizar algum exame de sangue e urina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.