A alimentação é a base de tudo. Com ela, podemos curar até doenças. Ao incluir alimentos anti-inflamatórios na sua alimentação, você pode afastar uma série de doenças. Saiba mais!

A inflamação é a raiz da maioria das nossas doenças, seja artrite, doenças do coração, diabetes, asma, todas estão relacionadas com inflamação.

A inflamação é uma reação natural do organismo a uma infecção ou lesão dos tecidos. Ela pode ser aguda ou crônica. A aguda é a que aparece e some em alguns dias. A crônica é a perigosa que pode durar meses ou anos, pois não consegue eliminar o causador do problema.

Uma das coisas que contribuem para a inflamação crônica é uma dieta pobre e também alimentos como óleo de soja, milho, gordura trans, carboidratos processados e açúcares. Atacando a inflamação com alimentos anti-inflamatórios você poderá aliviar os sintomas da doença e até curá-la, saiba quais são estes alimentos.

Alimentos anti-inflamatórios

Vegetais de folhas verdes

Os vegetais de folhas verdes estão sempre presentes! Desta vez não é diferente. Frutas e vegetais são ricos em antioxidantes que restauram a saúde da célula e também contêm flavonóides anti-inflamatórios.

Algumas destas folhas são couve, espinafre, coue-galega, mostarda-castanha, acelga, rúcula e alface romana.

Se você não gosta de comer estas folhas em salada, uma dica é fazer os sucos detox misturando elas. Mas não coe o suco! Misture com limão, maçã, pepino e coisas parecidas. Assim fica mais fácil de tomar.

A couve, por exemplo, além de ser rica em antioxidantes (carotenóides e flavonóides) também é rica em vitamina A, B1, B2, B3, B5, vitamina C e K.

Aipo

Pesquisas recentes mostraram que entre os benefícios do aipo estão suas habilidades anti-inflamatórias e antioxidantes. Elas ajudam a melhorar a pressão arterial e os níveis de colesterol, prevenindo contra doenças no coração.

Além da forma natural em folhas verdes, também é vendido como sementes de aipo que também tem milhares de benefícios. Ajuda a reduzir inflamação e é uma ótima fonte de potássio, vitaminas e antioxidante.

A mistura de comidas ricas em sódio e potássio é uma combinação perfeita para combater inflamação, uma vez que o sódio traz para o corpo líquidos e nutrientes, enquanto o potássio libera as toxinas. É muito importante adicionar potássio na dieta.

Alimentos anti-inflamatórios
Alimentos anti-inflamatórios couve, beterraba, aipo, Bok Choy e outros

Bok Choy ou Pak-choi ou Repolho-china

Esta variedade de repolho é cultivada e largamente usada na culinária oriental. Eles são excelentes fontes de vitaminas antioxidantes e minerais. O Bok-Choi está entre os alimentos anti-inflamatórios pois contém o poderoso antioxidante ácido hidroxicinâmico que combate os radicias livres. Ele também é rico em vitamina K, vitamina C, vitamina A e potássio.

Brócolis

Quem gosta de brócolis assim como eu vai ficar feliz em saber que ele é um aliado no combate à inflamação. Ele é riquíssimo em potássio e magnésio. Além disso tem uma elevada quantidade de vitamina A, betacaroteno, niacina, vitaminas B1, B2, B6, vitamina E, ácido fólico e vitamina C. Este poder oxidante é por causa, principalmente, do betacaroteno, isocianatos e vitamina C. Eles trabalham juntos para diminuir o estresse oxidativo no corpo e ajudar no combate da inflamação crônica e do risco de desenvolver câncer.

Beterraba

A beterraba é riquíssima no antioxidante betalaína, é ele quem dá a cor escura da beterraba e seu poder anti-inflamatório. Além da reparação das células do corpo, a beterraba contém altos níveis de potássio e magnésio. Eles combatem inflamação crônica. Já se sabe que a deficiência de magnésio está conectada à condições inflamatórias. E não é só isso, o magnésio ajuda na absorção do cálcio, sem ele o cálcio não é processado e acaba causando pedras nos rins que se transforma em uma inflamação.

Abacaxi

O abacaxi fresco tem alta concentração de bromelina e antioxidantes da vitamina C. Elas são muito importantes no processo de cura do corpo. A bromelina ajuda a regular a resposta imunológica que normalmente cria inflamação indesejada, ela é uma enzima digestiva natural que consegue degradar proteínas solúveis em água e dissolver gorduras como as de carne.

É justamente por causa da bromelina que o abacaxi é indicado para melhorar saúde do coração, pois ela combate a coagulação do sangue. Em alguns casos é uma alternativa para quem precisa tomar aspirina para reduzir risco de ataque cardíaco. Ela ajuda a desobstruir a circulação, principalmente em casos de edema causado por batida em algum acidente.

Além disso possui altas concentrações de vitamina B1, potássio e manganês, que também ajudam a prevenir outras doenças.

Salmão

Este peixe é um dos alimentos que mais contém Ômega-3, uma das substâncias anti-inflamatórias mais potentes. Ela reduz a inflamação e a necessidade de tomar suplementos. Conhecido por tratar vários problema de saúde, o Ômega-3 ajuda a reduzir o risco de doenças crônicas como do coração, câncer e artrite, além de melhorar o desempenho e memória do cérebro.

Blueberries ou Mirtilo

As blueberries não são muito comuns no Brasil. Elas possuem um antioxidante que é um potente anti-inflamatório, a quercetina. É um flavonóide que combate inflamação, indicado para prevenção de doenças degenerativas como câncer e doenças cardiovasculares.

Alguns estudos descobriram que consumindo blueberries você também estará combatendo o declínio cognitivo e melhorando memória e função motora.

Nozes

Quem faz dieta sem muita carne precisa substituí-la por alguma coisa. Uma boa sugestão é utilizar as nozes ou sementes. Elas possuem proteínas e Ômega-3 que combatem a inflamação. Além disso protege contra síndrome metabólica, “um conjunto de condições que aumentam o risco de doença cardíaca, acidente vascular cerebral e diabetes”. E protegem contra problemas cardiovasculares e diabetes tipo 2.

Óleo de coco

Para quem não sabe, o óleo de coco é um dos alimentos anti-inflamatórios. A alta quantidade de antioxidantes presentes do óleo de coco virgem reduz inflamação e cura artrite com mais eficácia que muitos medicamente. Também protege contra o estresse oxidativo e radicais livres, aumentam o HDL colesterol bom e reduzem o LDL que é o ruim.

Outros alimentos interessantes são a semente de Chia e de Linho (linhaça), ricas em ômega 3 (75%), ômega 6 (25%) e vitaminas E e complexo B. E o caldo de osso, isso mesmo, caldo feito com osso de animais, rico em colágeno, glicoaminoglicanos (glicosamina e condroitina) além de conter minerais como magnésio, cálcio e fósforo.

7 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.