O que é diverticulose e qual alimentação recomendada?

Muitas pessoas já ouviram falar da diverticulose, mas o que é diverticulose? Precisa fazer alguma alimentação especial quando está em crise? Neste post falaremos um pouco sobre a doença diverticular, se tem cura e o que pode ser feito para amenizar.

O que é diverticulose?

A diverticulose é uma condição na qual pequenas bolsas protuberantes (os divertículos) se formam dentro da parte inferior do intestino, geralmente o cólon. A constipação pode piorar a condição pois a pessoa precisa fazer um maior esforço durante os movimentos intestinais o que pode levar à inflamação dos divertículos. Por isso é ideal que a pessoa tenha uma alimentação rica em fibra, para deixar as fezes macias, facilitando na sua saída e prevenindo a inflamação.

Diverticulose normalmente não precisa de tratamento, a não ser que ocorra inflamação das bolsas do cólon, chamada de diverticulite. Nestes casos é importante a mudança na dieta para ajudar na cura.

O que causa a diverticulose?

Os médicos não sabem porque as bolsas protuberantes se formam no intestino. Alguns acreditam que sejam causados pelos espasmos musculares ou tensão (quando tem um movimento intestinal) que aumentam a pressão no cólon e empurram seu revestimento.

Por anos acreditou-se que a dieta pobre em fibras levava à formação dos divertículos, mas novos estudos não conseguiram demonstrar ligação direta entre os dois.

O que é diverticulose e qual alimentação recomendada?
O que é diverticulose e qual alimentação recomendada?

Alguns estudos mostraram relação com os genes, algumas pessoas são mais propensas a desenvolver diverticulose, e outros descobriram que pode ser causado por certos remédios como aspirinas e esteróides, pela falta de exercício físico, obesidade e fumo.

Mas nenhuma das descobertas é definitiva.

Qual dieta recomendada?

Como explicado no tópico anterior, pessoas com diverticulose precisam de uma dieta rica em fibras, pois elas ajudam a prevenir constipação, evitando pressão no cólon e inflamação dos divertículos.

Alguns alimentos ricos em fibras são:

  • feijões e leguminosas;
  • pão e cereais integrais (aveia);
  • arroz integral e selvagem;
  • massa integral;
  • maça, banana, peras;
  • brócolis, cenora, milho, abóbora;

Se você tem uma dieta pobre em fibras e está pensando em mudar, vá adicionando as fibras aos poucos, para evitar desconforto abdominal.

A quantidade recomendada de fibras por dia é de 25 a 30 gramas por dia. É importante que a pessoa beba 8 copos de líquido por dia, para ajudar a amolecer as fezes, e faça exercícios físicos para promover a evacuação.

Quando não estiver com diverticulite (divertículos inflamados), coma pipoca, nozes e outras sementes.

E quando estiver com crise de diverticulite, o que pode comer?

Quando estiver com surto de diverticulite é importante seguir uma dieta líquida e leve. O médico irá informar quando você poderá mudar de líquido para sólidos com poucas fibras e depois voltar à dieta normal.

A dieta líquida envolve sucos sem polpa (evite suco de laranja), caldos, gelatina, picolés. Quando passar para alimentos sólidos consuma alimentos com pouca fibra até curar como, por exemplo, frutas em conserva sem semente ou casca como o melão, laticínios como queijo, iogurte e leite, ovos, cereais com pouca fibra, carne moída e cozida, massa, pão branco e arroz branco.

Quando curar vá adicionando mais fibras na alimentação até atingir a quantidade diária recomendada de 25 a 30 gramas.

Precisa tomar remédios?

Sim, na maioria dos casos é necessário tomar antibióticos e analgésicos junto com a dieta leve e líquida. Eles são usados para aliviar os sintomas e a pessoa fica curada dentro de 3 dias.

Se houver perfuração e sangramento, é preciso que a pessoa seja internada para tomar antibióticos na veia e permanecer em jejum.

Diverticulose tem cura?

A diverticulose não tem cura, mas a diverticulite sim, apenas com mudança na dieta e alguns medicamentos, 80% dos casos são curados.

Em alguns casos de diverticulite grave quando apenas a dieta e os medicamentos não conseguem curar, a pessoa poderá passar por cirurgia para remover parte do intestino que está comprometido pelos divertículos ou passar por drenagem dos abscessos por punção.

Os pacientes que sofrem de diverticulite aguda reincidente podem combinar com o médico para fazer a cirurgia e melhorar sua condição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.