Benefícios da castanha do Pará

Quais os benefícios da castanha do Pará? A castanha do Pará é uma noz nativa da floresta amazônica no Brasil, Peru e Bolívia. Ela pode ser comida crua ou torrada e se destaca entre as outras oleaginosas devido à grande quantidade de selênio. Para ter uma idéia, 28 gramas desta castanha oferece 543 µg de selênio, um adulto precisa de 55 µg por dia desse mineral. É por isso quem também deve-se ter cuidado com seu consumo e não exagerar. A seguir falaremos mais sobre essa castanha que faz sucesso no mundo.

Benefícios da castanha do Pará

Além da alta concentração de selênio, a castanha do Pará é rica em cobre, magnésio e zinco.

Também é rica em calorias, portanto quem estiver em uma dieta de restrição de calorias, seu consumo descontrolado não é recomendado. Cada 28 gramas de castanha do Pará tem 187 calorias e 3,3 g de carboidratos, isso dá três e quatrocastanhas dependendo do seu tamanho.

Por isso a quantidade recomendada de castanha do Pará por dia é duas castanhas por pessoa, quatro é o limite máximo, acima disso já tem riscos para saúde. Quem estiver em dieta restrita coma apenas uma, para obter os benefícios do selênio.

Estimula o sistema imunológico e ajuda a prevenir danos às células

O selênio é um mineral essencial e poderoso antioxidante, sendo um ótimo aliado ao sistema imunológico além de ajudar a prevenir danos aos nervos e células e proteger contra doenças cardíacas e algumas formas de câncer.

Benefícios da castanha do Pará para saúde
Benefícios da castanha do Pará para saúde

Ajuda no funcionamento da tireóide

A tireóide secreta vários hormônios essencias para crescimento, metabolismo e regulação da temperatura corporal. É no tecido tireoidiano onde fica concentrada a maior parte do selênio do corpo humano, pois ele é necessário para produção de hormônio tireoidiano T3. A deficiência de selênio pode levar a danos celulares, a distúrbios autoimunes e risco de câncer de tireóide. Pessoa com baixos níveis de selênio têm chance maior de problemas na tireóide como, por exemplo, o hipotireoidismo.

Castanha do Pará boa para o coração

A castanha é rica em gordura poliinsaturadas como omega-3, tipo de gordura que previne doenças cardíacas.

Um estudo mostrou que pessoas que comeram castanhas do Pará ficaram com níveis de colesterol LDL mais baixos, que é o colesterol ruim, e nível de colesterol HDL mais alto (colesterol bom).

Pode comer no jejum?

Se você faz jejum intermitente, a castanha do Pará não deve ser comida no horário do jejum. No jejum intermitente o recomendado é apenas beber água, café sem açúcar, chá natural sem açúcar, chimarrão, água com gotas de limão, pitadas de canela, gotas de limão e pitadas de cacau.

Precauções com a castanha do Pará

Deve-se ter cuidado se você estiver ingerindo suplementos de selênio pois se você comer demais poderá desenvolver toxicidade por excesso do mineral, conhecido como selenose, onde ocorre perda de cabelo, fadiga e unhas quebradiças. Portanto fale com seu médico se estiver consumindo muita castanha do Pará.

Tem malefícios?

Não existem malefícios, o que a pessoa precisa se prevenir é com a alta quantidade de selênio presente na castanha, como informado anteriormente.

Conclusão sobre a castanha do Pará

Se você está fazendo dieta com restrições de calorias evite o consumo diário desta oleaginosa. O recomendado para uma pessoa adulta é duas castanhas do Pará por dia, crianças devem consumir bem menos pois a quantidade de selênio é muito grande.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.