Naltrexona para que serve e efeitos

Naltrexona para que serve? Quais os efeitos colaterais deste antagonista opióide puro indicado para o tratamento de alcoolismo e dependência de opióides? Neste post falaremos um pouco mais sobre este medicamento e se possui interações com outros remédios do dia a dia.

Naltrexona para que serve

Como falado no início, a naltrexona, popularmente conhecida como Revia, Vivitrol ou Depade, é um antagosta opióide puro. Não deve ser confundida com a naloxona, medicamento usado para reverter estados de overdose no qual ocorre depressão respiratória fatal.

Este medicamento previne que a pessoa viciada em algum opióide tome-os de novo e ajuda a diminuir a vontade de beber bebida alcóolica.

A naltrexona serve para tratamento de outros problemas?

Sim, também pode ser indicada para tratamento de diabetes tipo 1, esclerose múltipla, artrite reumatóide, anemia hemolítica, Doença de Addison, Doença Celíaca, Oftalmopatia de Graves, hepatite auto-imune e outros.

Quais os efeitos colaterais da naltrexona?

Os efeitos colaterais relatados são em sua maioria moderados e de curta duração. Normalmente são efeitos que desaparecem sozinhos, sem necessidade de atenção médica.

Os efeitos mais comuns (ocorreram em 10% dos pacientes) foram:

  • náusea, vômito e dor no estômago;
  • dor de cabeça, tontura e sonolência;
  • ansiedade e nervoso;
  • insônia;
  • dor nos músculos e juntas.

Outras reações menos comuns são:

  • diarréia;
  • prisão de vente;
  • tosse, rouquidão, nariz entupido ou escorrendo;
  • aumento de sede;
  • problemas sexuais em homens;
  • irritabilidade;
  • visão turva, dor, queimação ou olhos inchados;
  • dor no peito;
  • confusão;
  • desconforto para urinar ou micção frequente;
  • febre;
  • coceira;
  • alucinações;
  • depressão mental;
  • zumbido nos ouvidos;
  • falta de ar;
  • inchaço nos pés ou pernas;
  • ganho de peso.

Se tiver qualquer uma destas reações fale com seu médico imediatamente.

Naltrexona não deve ser tomada durante a gravidez nem se estiver amamentando.

Naltrexona para que serve e efeitos
Naltrexona para que serve e efeitos

Tem interação com outros medicamentos?

Estudos mostraram que a naltrexona não reduz a eficácia de anestesia local e geral em cirurgias, mas consegue bloquear o alívio da dor dos medicamentos opiáceos. A pessoa deve utilizar outros analgésicos no tratamento de dor, ao tomar naltrexona.

Tenha cuidado com alguns xaropes que contêm codeína, substância que vem do ópio e pode ter o efeito bloqueado pela naltrexona.

Não existem estudos específicos sobre a interação com medicamentos como aspirina, tylenol, ibuprofeno e outros, portanto é importante sempre avisar ao médico o que está tomando para ele analisar o caso de acordo. Deve-se ter cuidado com medicamentos que pode afetar função hepática pois podem afetar a dose de naltrexona e ainda causar problemas no fígado (por exemplo, o ibuprofeno + naltrexona pode aumentar o risco de problemas no fígado).

Ela interfere em resultados laboratoriais causando resultados falsos, portanto informe ao laboratório e ao médico se estiver tomando.

A naltrexona pode causar dependência?

De acordo com estudos este medicamento não causa dependência física nem psicológica.

O que acontece quando bebe bebida alcóolica junto com naltrexona?

Ela não vai reduzir os efeitos do álcool que prejudicam a coordenação e julgamento. A naltrexona apenas reduz a sensação de intoxicação e desejo de beber mais, mas não causa resposta física severa ao beber bebida alcóolica.

Somente o uso da naltrexona é suficiente no tratamento de dependência alcóolica?

Não, o paciente precisa de acompanhamento profissional e psicológico além de mudança no estilo de vida, enquanto estiver fazendo uso deste medicamento.

E estudos mostraram que o medicamento não é eficaz em ajudar indivíduos a permanecerem totalmente abstinentes, mas resulta em uma redução significativa do desejo por álcool e na quantidade de álcool consumida. A naltrexona não é uma cura para o alcoolismo, por isso é importante outros tratamentos junto com o remédio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.